Comércio e Aprovações

Nas Notícias | Relatórios ISAAA e PG Economics: Mais Sustentabilidade com o Cultivo de OGM ao nível Global

O Cultivo de Plantas Geneticamente Modificadas (conhecidas também por culturas transgénicas) aumentou cerca de 3 por cento em 2017. Foram 189,8 milhões de hectares cultivados em 24 países ao nível global.

"A adopção de culturas transgénicas leva à maior sustentabilidade e oportunidades sócio-económicas para agricultores e cidadãos globais. É o que dizem dois novos estudos, que mostram os continuados benefícios ambientais e sociais da adopção e uso de culturas biotecnológicas.", diz o portal Agricultura e Mar.

O estudo faz uma análise dos impactos socioeconómicos e ambientais do cultivo de OGM entre 1996 e 2016 e defende que este tipo de culturas “oferecem enormes benefícios”. Segundo o presidente do conselho da ISAAA, Paul S. Teng, “a recente produção de culturas biotecnológicas de próxima geração – incluindo as maçãs e batatas que provavelmente não se estragam ou são danificadas, o abacaxi super doce e enriquecido com antocianina, o milho com biomassa  da espiga aumentada com alto teor de amilose, e a soja com teor de óleo modificado, combinado com aprovação de comercialização de uma cana resistente a insetos – oferece opções mais diversificadas para consumidores e produtores de alimentos.” , lê-se na revista Vida Rural.

Em Portugal, a área de cultivo de milho geneticamente modificado também aumentou em 2017, em 3,6 por cento, segundo o Agroportal, citando o portal Agricultura e Mar e também o relatório oficial da DGAV - Direcção Geral de Alimentação e Vetrinária do Ministério da Agricultura de Portugal.

 

Leia todas as notícias completas:

 

MAIS INFORMAÇÕES sobre os relatórios, artigos científicos, comunicados de imprensa e gráficos, infografias, etc (em Inglês e em Português)

 

Imagem: Contribuição dos Transgénicos para a Segurança Alimentar, Sustentabilidade e para o combate às alterações climáticas, entre 1996 e 2017. Fonte da Imagem: ISAAA 2018 e CiB Brasil.


Share