Cultivo e Benefícios

Estudo: |Consumidores pagariam mais por alimentos mais nutritivos produzidos através de edição de genomas

Um estudo recente que envolveu 3100 pessoas em vários países europeus revela que nove em cada dez estão dispostas a gastar mais dinheiro em produtos alimentares mais nutritivos, produzidos através de novas técnicas de melhoramento.

Solicitado pela Corteva Agriscience e realizado pela empresa Longitude do Grupo Financial Times, o estudo “Sistemas alimentares sustentáveis na Europa” garante que os consumidores e agricultores de vários países europeus priorizam a sustentabilidade, estando abertos à aplicação de tecnologias inovadoras na produção de alimentos com mais valias nutritivas.

Para esta investigação foram inquiridos 2500 consumidores e 600 agricultores em França, Alemanha, Itália, Holanda, Polónia, Roménia, Reino Unido e Ucrânia. No caso dos produtores, mais de dois terços pretendem usar nos próximos cinco anos variedades derivadas de novas técnicas de melhoramento, nomeadamente o CRISPR-Cas, uma das tecnologias de edição genética mais utilizadas; quanto aos consumidores, mais de metade diz estar disposto a aceitar comprar alimentos produzidos com essas tecnologias.

Leia o estudo completo aqui.

 


Share